domingo, 21 de julho de 2013

O ABORTO

Bem, quando soube que teria um aborto, eu pesquisei muito sobre como aconteceria, quais os sintomas, o que fazer, mas achei informações muito superficiais, por isso achei melhor contar como foi o meu aborto com riqueza de detalhes, para que de alguma forma eu ajude outras pessoas.

No dia 13/07/13 (sábado), comecei um pequeno sangramento, como o da menstruação, como já havia conversado com o obstetra e o mesmo havia me orientado a não fazer nada caso tivesse sangramento, que deixasse sangrar, assim o fiz.
Na segunda-feira ( 15/07/13) repeti a ecografia transvaginal, infelizmente não havia evolução nenhuma, nem o saco gestacional havia crescido, e já estava com uma certa deformação, pois a vesícula vitelinica estava muito grande em relação ao saco gestacional.
Continuei com uma vida normal, inclusive estava trabalhando. Na terça-feira (16/07/13) eu sentia bastante incomodo na barriga e nas costas, mas era suportável, durante a madruga, por volta de 2 da manhã, estava dormindo, quando senti um sangramento mais intenso, levantei e fui ao banheiro, ao chegar no sanitário notei que o sangramento era muito forte e vinha acompanhado de pedaços de sangue duro (muito parecido com pedaços de fígado), passei horas no sanitário sem conseguir levantar, senti muita fraqueza, tive vômitos, como o sangramento estava intenso tive que usar fraldas que tinham que ser trocadas em menos de meia hora, não consegui dormir. Não tive muitas cólicas nesse momento, as dores vinham como contrações, e logo que passavam sentia sair pedaços grandes de sangue endurecido.
Na quarta-feira (17/07/13), por volta de 11:00 da manhã o fluxo de sangue diminuiu bastante e voltou a parecer com uma menstruação, porém as dores aumentaram , só não sofria quando estava deitada, mas estava impossível ficar sentada, ou caminhar, qualquer pequena caminhada acabavam em dores muito fortes, diante da situação decidimos ligar para o obstetra para ver o que fazer, e a sua indicação foi que tomasse buscopan de 4 em 4 horas, e se caso o sangramento estivesse muito intenso, ir à emergência para tomar um soro.
O remédio ajudou para que as cólicas aliviassem um pouco, o suficiente para que eu conseguisse ficar de pé, ou caminhar muito vagarosamente. Continuei preocupada com a situação e resolvemos ir a emergência.
Quando me consultei a médica da emergência me deixou ainda mais preocupada, pois fez um exame de toque onde detectou que o saco gestacional ainda não tinha sido expulso e que eu teria que fazer a curetagem, porém teria que tomar a anestesia rack (aquela que tomamos para o parto cesariana), e teria que ficar internada, além disso o hospital estava sem leito.
Disse a médica que procuraria outro hospital, e ela me disse que eu não poderia voltar para casa, pois corria o risco de ter uma hemorragia e complicações.
Fiquei indecisa do que faria, fui até a casa da minha sogra e conversei com ela, minha tia e minha mãe, que me deram conselhos a esperar até o dia seguinte, pois eu teria consulta com meu obstetra, e ele saberia o melhor a fazer.
Minha tia fez alguns chás para mim, aquelas receitas da vovó, sumo de folha de algodão, chá de mastruz, água inglesa, tomei tudo, e tive uma ótima noite de sono, sem dores e com pouco sangramento. No dia seguinte eu estava muito bem, as dores estavam fracas, o sangramento também, mas preferi continuar com um pouco de repouso. Depois do almoço senti uma dor na barriga (do tipo que se tem quando quer ir no banheiro fazer o número 2), quando cheguei ao sanitário expeli o saco gestacional.
Na parte da tarde quando fui ao médico,ele pediu uma ecografia para ver se seria necessária a curetagem, e Graças a Deus meu útero estava limpo, eu tinha conseguido expelir tudo naturalmente, tinha um pequeno resíduo no endométrio, por isso me indicou para tomar um remédio chamado methergin, que ajudaria  expelir , mas que causaria muitas cólicas, pois ele contrai o útero, e realmente foi o que aconteceu, no primeiro dia as cólicas eram muito fortes, e tomei buscopan para aliviar, mas nos dias seguintes não senti mais nada, o médico indicou que tomasse por 3 dias, e estou tomando ainda, o sangramento continua, com fluxo muito pequeno.
Mas já estou conseguindo voltar a rotina normal, pois o médico disse que estou liberada para ter uma vida normal, repouso apenas para ter relações sexuais, para isso terei que esperar  15 dias.

Agora tenho que esperar 3 meses para tentar outra gravidez.

Amanhã farei outra ecografia para confirmar que tudo esteja limpo e que esteja voltando ao normal.
Vai estar tudo bem, se Deus quiser!

1 comentários:

Sol Barros disse...

Olá Thalita, há poucos dias perdi meu filhinho com 31 semanas de gestação, seu coraçãozinho parou de bater ainda no útero. Os médicos fizeram uma indução para eu ter parto normal, meu bebê nasceu lindo e grande, mas infelizmente sem vida, agora é meu anjinho. Após o parto, fiz uma curetagem, no outro dia tive que fazer outra, e 11 dias depois passei por mais uma, porque ainda tinha restos de placenta e o colo do útero não estava fechando. Estou com medo de ainda ter alguma coisa, será que se eu tomar esse chá que você tomou, pode me ajudar? Obrigada e abraços.

Postar um comentário

Você me deixa muito feliz com seu comentário! Bjus***